21 February 2013

Espargos selvagens

Ontem chegaram às minhas (ansiosas) mãos dois molhos de espargos verdes, vindos do Alentejo, perto de Estremoz e com óptimo aspecto!
Confesso que foi hoje ainda de pijama que os comecei a arranjar!
Depois de separar as partes mais duras, salteei todos os espargos em azeite e alho. Os que não vou usar ponho num saco e congelo. Assim quando precisar já estão com meia cozedura e só preciso de tirar a quantidade que quero!
As partes duras, atirei-as para uma panela com uma noz de manteiga e uma cebola cortada grosseiramente. Depois de uns 10min às voltas, encher com água até cobrir. Não são muitos boas para comer, mas têm imenso sabor e é uma pena despediçar. Fazer, pelo menos, um caldo.
Com esse caldo fiz uma sopa de espargos à qual juntei as pontinhas dos espargos verdes para darem o ar de sua graça!
O almoço acabou por ser os típicos ovos mexidos com espargos, que estavam muito bem...(modéstia à parte!) Ovos com umas pinguinhas de leite, para dentro da frigideira dos espargos em lume brando, ir mexendo (com paciência de chinês) até estar uma mistura fofa, homogénea e muuuito cremosa. Deitar o sal no fim, porque faz com que a água dos alimentos saia, para não sairem aqueles ovos mexidos "alagados".
Espero que tenham gostado destas duas dicas rápidas para poupar e armazenar!

Que tal?
<3 jo

10 comments:

  1. yamiiii que bom!! mesmo, mesmo bom!!! E agora, sim, a partir de hoje tudo o que restar dos espargos guardarei, tal como me ensinaste.

    ReplyDelete
    Replies
    1. O que me deixa mais contente é saber que ajudei alguém a mudar de hábitos, principalmente nestas pequenas coisas que fazem todo o sentido!!! Obrigada Maria João :)

      Delete
  2. Não conhecia os espargos selvagens, que fininhos!!!!! Gostei da dica do sal :)

    ReplyDelete
    Replies
    1. Têm um sabor mais amargo que os de estufa. Se passeares no Alentejo nesta altura e na Primavera, hás-de vê-los no campo quais ervas daninhas!!

      Delete
  3. Hmm que bom aspecto, comia agora com uma fatia de pão! beijos

    ReplyDelete
  4. Boa tarde,
    Agradecíamos muito se pudessem divulgar na vossa página este evento de apoio à pequena e média produção nacional.
    Nunca, como agora, foi tão importante e necessário “puxar” pelo que é nosso:
    Um Mercado Gourmet e Português

    Azeite – Patês – Queijos – Charcutaria – Vinhos e Licores – Chocolate – Compotas – Mel
    Ervas aromáticas – Biológico – Conservas – Condimentos – Pão – Doçaria – Infusões

    O Campo Pequeno vai recriar o espírito dos mercados antigos portugueses onde se podia encontrar um pouco de tudo, adaptando-o à temática Gourmet, entre os dias 8 e 10 de Março.
    Vamos voltar a reunir no mesmo espaço, o que de melhor se faz em Portugal nesta área. Todos os produtos presentes, são de origem exclusivamente portuguesa ou manufacturados no nosso país.

    Objectivos:
    - Contribuir para a divulgação, estimulo e sustentabilidade de micro actividades produtivas nacionais, de elevadíssima qualidade, que pela sua reduzida dimensão dificilmente chegam ao conhecimento do grande público. Muitas destas actividades são construídas com admirável persistência, paixão e engenho, nas mais variadas vertentes, constituindo notáveis exemplos de inovação e criatividade nacionais.
    - Sensibilizar o público para a aquisição de produtos portugueses, estimulando actividades da nossa micro economia, a preços justos e vantajosos.

    Entrada Gratuita

    Data: 8, 9 e 10 de Março (6.ª-feira a Domingo)
    Horário: 11h00 às 21h00
    Local: Arena do Campo Pequeno (espaço coberto)
    Adira ao evento no Facebook:
    http://www.facebook.com/events/497287550321649/

    ReplyDelete
  5. Adoro espargos, são deliciosos com ovos mexidos :)
    Fizeste-me ter saudades do Alentejo... há que tempos lá não vou.
    E parabéns pela Muita Pasta, qualquer dia tenho de experimentar :)
    Um beijinho.

    ReplyDelete
    Replies
    1. Espero que sim!
      bom fim de semana :)

      Delete

adorava saber o que achou!